Santo do Dia‎ > ‎

06 de fevereiro

 
 
Pascom
Pascom
 Youtube
Paróquia
https://www.facebook.com/terco.d.homens
Terço dos
Homens
Google+
Paróquia 

Pascom 
Pinterest
Paróquia
Terço dos Homens
Terço dos
Homens 
   

Curta Nosso Site.








São Paulo Míki e companheiros mártires

6 de Fevereiro


Estes cristãos fervorosos deram testemunho com a vida e também com a morte

São Paulo Míki nasceu em Kyoto, no Japão, no século XVI dentro de uma família cristã, nobre, que foi canal para que ele recebesse, ainda pequeno, a graça do batismo. A partir de então, buscou também viver a riqueza do “ser batizado”. Discerniu a sua vocação, entrou para a Companhia de Jesus, tornou-se um Jesuíta e correspondeu ao chamado do sacerdócio.

Profundo conhecedor tanto da cultura quanto da língua, foi um homem compadecido do seu povo. Como nos tempos de hoje, o Japão não tinha o Cristianismo como religião predominante, então, São Paulo Míki buscava responder à necessidade da evangelização pela oração e pela penitência. Com estratégias inspiradas pelo Espírito Santo, foi um homem dócil, de comunidade.

Canonizados em 1862 pelo Papa Pio IX, tal e qual o sacrifício de Nosso Salvador Jesus Cristo, São Paulo Miki e seus companheiros foram crucificados e tiveram seus tórax estocados com lanças. Isto se deu na cidade de Nagasaki no ano de 1597, na colina de Nishisaka. vítimas da perseguição de Toyotomi Hideyoshi, senhor feudal que havia unificado o Japão.

Eram ao todo 6 missionários franciscanos, 3 jesuítas, 15 da ordem terceira de São Francisco e 3 aspirantes adolescentes de 11, 13 e 15 anos de idade. Mas a fé e a serenidade com que enfrentaram esse momento tornaram esse espetáculo de brutalidade numa memorável cena para a história da humanidade: estavam radiantes por homenagear Jesus padecendo o martírio da crucificação. 

Padre Pasio e Padre Rodriguez, antes de serem dependurados, deram algumas voltas entre eles, encorajando-os; Padre Bursar não demonstrava nenhuma emoção, apenas olhava para os céus; Irmão Martin dava graças a Deus cantando o versículo 6 do Salmo 31, que repetia várias vezes: "Em Tuas mãos, Senhor, eu entrego meu espírito!"; Irmão Francisco Blanco também agradecia a Deus em voz alta; Irmão Gonsalvo, franciscano português, recitava bem alto o Pai Nosso e a Ave Maria; São Paulo Miki deixou claro que estava morrendo pelo Evangelho, agradeceu a Deus por essa graça e terminou seu pequeno sermão dizendo enternecidamente: "... não há outro caminho para a Salvação, exceto o caminho de Cristo... Eu perdoo de coração o imperador e todos aqueles que buscavam minha morte, E os peço que procurem o Batismo e se tornem cristãos!" Olhou em seguida para seus companheiros e os encorajou nesta última batalha; Luis, de apenas 11 anos, quando ouviu alguém na multidão gritar que ele logo estaria no paraíso, teve seu corpo todo esticado para cima, como se estivesse levitando, enquanto seu rosto reluzia de felicidade. Isso deixou a todos admirados, inclusive os 4 executores que já desembainhavam suas lanças; o coroinha Antônio Kozaki, de 13 anos, olhou para o céu, clamou por Jesus e Maria e começou a cantar, como fazia no catecismo, o Salmo 113: "Louvai, 'crianças' do Senhor! Louvai o Nome do Senhor!"; e outros continuava repetindo: "Jesus, Maria!"

Peçamos a intercessão deste santo para que o nosso relacionamento profundo com Deus se traduza em evangelização para a humanidade.

São Paulo Míki e companheiros mártires, rogai por nós!

Comments