Grupos/Pastorais‎ > ‎

Terço dos Homens

 
 
Pascom
Pascom
 Youtube
Paróquia
https://www.facebook.com/terco.d.homens
Terço dos
Homens
Google+
Paróquia 

Pascom 
Pinterest
Paróquia
Terço dos Homens
Terço dos
Homens 
   

Curta Nosso Site.










Leia e pesquise a Bíblia Sagrada Católica Online.
Resultado de imagem para bíblia sagrada catolica
Bíblia Católica Online Bíblia Ave Maria Online Sagrada Escritura Online Latino americana completa.




















































































COMO COMEÇOU O NOSSO TERÇO.



A imagem pode conter: 1 pessoaO Terço dos Homens da Paróquia de São Pedro e São Paulo, nasceu em virtude da curiosidade do Sr. Paulo Cruz, pois o mesmo tinha ouvido falar de um grupo de homens que rezava o terço na Igreja da Glória. Estando o mesmo de férias, foi verificar a reza do terço na Igreja da Glória, chegando lá, o mesmo se deparou com a Igreja repleta de homens rezando o terço, com muita fé e benção. O Sr. Paulo Cruz, se enche do Espírito Santo e intui na sua mente que deve fazer o mesmo em sua comunidade, pois aquilo era algo que deveria ser multiplicado. Retornando a Paróquia, ele foi procurar o Pároco na época o Pe. Sérgio, e contou o que tinha visto, e que queria implantar o terço dos homens na Paróquia, de imediato o padre Sérgio concordou e lhe abençoo no novo projeto. Paulo Cruz, homem simples e de caminhada na igreja, pois já fazia parte de grupo de de oração, sabia da dificuldade de se implantar o novo Grupo, pois se tratava de reunir um grupo de homens para rezar.
Se fosse para outra utilidade com certeza seria mais fácil, tendo em vista que homens, algum tempo atrás achava que a igreja era local exclusivo para as mulheres, graças a Deus esta mentalidade esta mudando. 

Com a autorização do Padre Sérgio para a implantação do Terço dos Homens na Paróquia, o Paulo cruz passou a convidar membros para iniciar a nova fase de implantação do terço em nossa paróquia, porém sem sucesso, mesmo assim não desanimou, e continuou a sua missão, ate que no dia 22/04/2004, o Paulo Cruz consegui reunir um grupo de homens que se rezou o primeiro terço em nossa Paróquia. Sendo o Terço dos Homens da Paróquia de São Pedro e São Paulo, fundado em 22 de abril de 2004, com as Graças e Benção de Maria e a proteção de Deus.



COORDENAÇÃO:                              


Manacesar Saraiva 
1.º Coordenador
Fone: 8576.7647
José Afonso
2.º Coordenador
Fone: 8690.1620
DIRETOR ESPIRITUAL:

Padre Pedro Ribeiro Filho, CM
Paulo Airton 
1.º Secretário
Fone: 8799.4699/3479.7149
José de Jesus 
2.º Secretário
Fone: 8656.2530
Manacesar Saraiva 
1.º Tesoureiro
Fone: 8576.7647
Valdenir Batista
2.º Tesoureiro
Fone: 8795.0611
Paulo Cruz
1.º Relações Publica
Fone: 8622.1512
Geraldo Ataíde
2.º Relações Pública
Fone: 3237.8006


NOSSA AGENDA MENSAL


Dia
Item
Horas
Local
Quinta-Feira Terço dos Homens
20hs.
Paróquia São Pedro e São Paulo
Sexta-Feira Visita Missionária
20hs.
Concentração na Paróquia
2ª Terça-feira do mês Reunião da Coordenação
20hs.
Salão Ir. Alice da Paróquia
3ª Terça-feira do mês Terço na Praça
20hs.
Algum ponto da Comunidade, aviso no site.
1º Domingo do mês Terço de Intercessão      16hs. Capela do Santíssimo na Paróquia.



Historia do Santo Terço                                    

A oração do Santo Rosário surge aproximadamente no ano 800 à sombra dos mosteiros, como "Saltério" dos leigos. Dado que os monges rezavam os salmos (150), os leigos, que em sua maioria não sabiam ler, aprenderam a rezar 150 Pai-Nossos. Com o passar do tempo, se formaram outros três saltérios com 150 Ave Marias, 150 louvores em honra a Jesus e 150 louvores em honra a Maria.

Segundo uma tradição a Igreja católica recebeu o Rosário em sua forma atual em 1206 quando a Virgem teria aparecido a Santo Domingo e o entregou como uma arma poderosa para a conversão dos hereges e outros pecadores daquele tempo. Desde então sua devoção se propagou rapidamente em todo o mundo com incríveis e milagrosos resultados.

No ano 1365 fez-se uma combinação dos quatro saltérios, dividindo as 150 Ave Marias em 15 dezenas e colocando um Pai nosso no início de cada uma delas. Em 1500 ficou estabelecido, para cada dezena a meditação de um episódio da vida de Jesus ou Maria, e assim surgiu o Rosário de quinze mistérios.

A palavra Rosário significa 'Coroa de Rosas'. É uma antiga devoção católica que a Virgem Maria revelou que cada vez que se reza uma Ave Maria lhe é entregue uma rosa e por cada Rosário completo lhe é entregue uma coroa de rosas. A rosa é a rainha das flores, sendo assim o Rosário de todas as devoções é, portanto, tido como sendo a mais importante.

Oração e Meditação

A meditação de cada mistério acha sua base na Sagrada Escritura: é opcional a leitura do trecho que narra o que será contemplado, ou a divisão de um ou mais trechos em dez pedaços, de forma que seja lido parte a parte antes de cada Ave-Maria. Em sua maioria, as leituras são dos Evangelhos, mas também há trechos do Antigo Testamento que ajudam a compreender o que se passa na ocasião, ou comentários doutrinários sobre elas contidos nas epístolas. Os dois últimos mistérios (Assunção e coroação) não são do Evangelho, mas profetizados: por exemplo, no Livro de Judite, uma mulher salva o povo; nos Salmos, há freqüentes elogios a uma figura feminina, presentes também no Cântico dos Cânticos; e, definitivamente, no Apocalipse, um sinal nos céus apresenta uma mulher como Rainha, que a Tradição Apostólica, desde os primeiros tempos, afirmou tratar-se de Maria.

Os Terços e Seus "MISTÉRIOS"

Mistérios Gozosos(segundas e sábados)
O tema é a concepção, nascimento e infância de Jesus Cristo.Esses mistérios são:

  1. a "A Virgem Maria foi saudada pelo anjo e lhe foi anunciado que havia de conceber e dar à luz Cristo, nosso Redentor (Lc 1,26-39);
  2. Visitação de Maria a sua prima, Isabel;
  3. Nascimento do Filho de Deus;
  4. Apresentação do Menino Jesus no Templo ou a Purificação de Maria;
  5. e, por fim, a Perda e o reencontro do Menino-Deus no Templo.

Mistérios Luminosos(quintas-feiras)
São aqueles acrescentados há pouco tempo pelo Papa João Paulo II e abordam a vida do Filho de Deus, seus milagres, pregações e feitos importantes:

  1. seu Batismo no rio Jordão (Lc 2,41-50);
  2. Auto-revelação nas Bodas de Caná (Jo 2,1-12);
  3. o Anúncio do Reino de Deus e convite à conversão (Mc 1,15; Lc 7,47-48 e Jo 20,22-23);
  4. Transfiguração (Lc9,35);
  5. e a Instituição da Eucaristia (Jo 13,1).

Mistérios Dolorosos (terças e sextas-feiras)
Neles medita-se a Paixão e Morte do Senhor, da mesma forma divididas em cinco mistérios:

  1. Agonia do Senhor no Horto das Oliveiras;
  2. Flagelação de Jesus;
  3. Coroação de espinhos;
  4. Jesus carregando a Cruz até o Calvário;
  5. e a Crucificação e morte do Senhor.

Mistérios Gloriosos(quartas-feiras e domingos)
Neles medita-se a ressurreição e ascensão de jesus  bem como pentecostes e a assunção da virgem Maria e sua coroação. 

  1. Ressurreição triunfante do Senhor;
  2. a gloriosa Ascensão do Senhor aos céus;
  3. Vinda do Espírito Santo (ver Pentecostes);
  4. Assunção da Virgem Maria aos céus;
  5. e a Coroação de Nossa Senhora como Rainha dos Céus e da Terra.

 

Festividade.

O dia 7 de outubro é dedicado à Virgem do Rosário. "O Rosário - diz Bento XVI - é o meio que nos dá a Virgem para contemplar a Jesus e, meditando sua vida, amá-lo e seguí-lo sempre fielmente". [1]

Documentos pontifícios

Em todos os tempos os papas aconselharam a prática da devoção do Santo Rosário. Nos últimos dois séculos foram publicados os seguintes documentos sobre esta devoção:

Rosarium Virginis Mariae (16 de outubro de 2002): Carta Apostólica de João Paulo II
Marialis Cultus (2 de fevereiro de 1974): Exortação Apostólica de Paulo VI
Christi Matri (15 de setembro de 1966): Carta Encíclica de Paulo VI. 
Grata Recordatio (26 de setembro de 1959): Carta Encíclica de João XXIII
Ingruentium Malorum (15 de setembro de 1951): Carta Encíclica de Pio XII
Magnae Dei Matris (8 de Setembro de 1892): Carta Encíclica de Leão XIII. 
Superiore Anno (30 de agosto de 1884): Carta Encíclica de Leão XIII. 
Supremi Apostolatus Officio (1 de setembro de 1883): Carta Encíclica de Leão XIII.




10 boas razões para se rezar o Terço:

 

1. É uma Oração Bíblica: 

O Pai-Nosso é a oração que Jesus nos ensinou. A Ave-Maria, na primeira parte, é a saudação que lemos no Evangelho àquela que seria escolhida para ser a Mãe de Deus (Lc 1,28. 42).

O Terço (Rosário) repete as palavras do Evangelho. Quando o rezamos, realizamos a profecia de Maria no Magnificat: "Todas as gerações me chamarão de bendita" (Lc 1,48). Bendita sois vós entre as mulheres.

   

2. Cristo está no Centro do Terço (Rosário): 

O mais importante não é prestar atenção nas palavras. Elas apenas ajudam a mente a concentrar-se nos momentos da vida de Cristo. Nasce. Cresce. Anuncia o Reino. Realiza a vontade do Pai. Sofre a Paixão. Vence a morte. Vive. São os mistérios da vida de Jesus. São os mistérios do Rosário (Terço).

 

3. Rezar com a Igreja: 

Rezar o Terço (Rosário) é estar sintonizado com a oração de toda a Igreja. Não é oração individualista. Não é alienante. O Terço (Rosário) faz a gente sentir Igreja.

 

4. Maravilhosa terapia: 

Se você vive cansado, se você está com insônia, se procura auxílio de calmantes, tente rezar o Terço (Rosário). Ele não é tóxico e produz um efeito maravilhoso. O Terço (Rosário) é fonte de bênçãos e de graças. Tente e você mesmo descobrirá.

 

5. Simples e Profundo: 

Até as crianças podem rezar o Terço (Rosário) e colher seus frutos. É uma oração simples. Parece que surgiu no meio do povo mais humilde. O Terço (Rosário) é uma oração profunda.

 

6. Escola de Oração: 

Precisamos aprender a rezar. Conheço muitas pessoas que não sabiam como se chegar a Deus. O Terço (Rosário) foi uma verdadeira escola.

 

7. Atual: 

Cada dia se fala de meditação. Nosso mundo agitado está começando a dar sinais de cansaço. Cresce o interesse pelos métodos orientais de oração. O Terço (Rosário) é de inspiração oriental... E é cristão. Por que não ensiná-lo às novas gerações?!

 

8. Oração Libertadora: 

O Terço (Rosário) liberta porque nos põe em íntimo diálogo com o Libertador. Maria canta: "Derruba os poderosos de seus tronos e eleva os humildes" (Lc 1,52. 53). Entre um mistério e outros repetimos: "Jesus, socorrei principalmente os que mais precisarem". É a opção preferencial pelos pobres presente no terço.

 

9. Popular: 

Na cidade, ou no campo - religiosos, leigos, bispos, padres, até o Papa -, todos têm uma simpatia especial pelo Terço (Rosário). Não é a oração oficial da Igreja. Mas sempre foi rezado por toda a Igreja, principalmente pelo povo simples que encontra nele uma maneira prática de estar com Deus.

 

10. Oração cinematográfica: 

Enquanto repetimos as palavras, a imaginação vai criando em nossa mente o filme da vida de Cristo. Este modo de rezar é conhecido por "contemplação".







Comments