Orações‎ > ‎

Terço da Chama de Amor


 Compartilhar nossas paginas.

Curta Terço dos Homens


Chama de Amor do Imaculado Coração de Maria

“Nos corações onde se acender a Chama de Amor será impresso um selo. Os marcados com este selo serão salvos: Estes povoarão os novos Céus e a nova Terra”.


Terço da Chama de Amor 

 

É rezado da mesma forma que o Terço comum, iniciando-se fazendo cinco vezes seguidas o Sinal da Cruz em honra das Cinco Chagas de Jesus:

(pode-se fazer assim: Pelo Sinal da Santa Cruz, + Livrai-nos Deus, nosso Senhor, + dos nossos inimigos; + Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo,  beijado na cruz, ou pelo menos espiritualmente, cada uma das Santas Chagas de Jesus Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo ).

Todas as Ave-Marias são rezadas com a jaculatória da Chama de Amor:

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco Bendita sois Vós entre as mulheres e Bendito é o fruto do Vosso ventre, Jesus Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores e derramai sobre a humanidade inteira as graças eficazes da vossa Chama de Amor, agora e na hora da nossa morte.
Amém!

A Ave-Maria assim rezada cega o maligno, de modo que ele nada pode fazer para tentar e perder as almas durante essa oração. A cada 3 Ave-Marias assim rezadas, uma alma é libertada do Purgatório; no mês das almas (novembro), a cada Ave-Maria assim rezada são libertadas 10 almas do Purgatório!




Rosário da Chama de Amor
(com aprovação eclesiástica)

Em honra das cinco Santas Chagas de Nosso Salvador, faz-se cinco vezes seguidas o Sinal da Cruz.

(Enquanto nos benzemos dizendo: Pelo Sinal da Santa Cruz, + Livrai-nos Deus, nosso Senhor, + dos nossos inimigos; “Em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém” beijamos na cruz, ou pelo menos espiritualmente, cada uma das Santas Chagas de Jesus Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo), enquanto dizemos esta jaculatória: 

Nas três contas pequenas (Ave Maria) do início do terço:

1. Meu Deus creio em Vós, pois sois infinitamente bom.
2. Meu Deus espero em Vós, pois sois infinitamente misericordioso.
3. Meu Deus, amo-Vos, pois sois digno de ser amado sobre todas as coisas.

Nas contas do Pai Nosso:

Coração Doloroso e Imaculado de Maria rogai por nós, que recorremos a Vós!

Nas contas das Ave-Marias:

Mãe salvai-nos, pela Chama de Amor do Vosso Coração Imaculado!

Após cada dezena:

Mãe de Deus derramai sobre a humanidade inteira as graças eficazes da Vossa Chama de Amor, agora e na hora da nossa morte. Amém.

Ao final do terço:

Reza-se 3 vezes o Glória, em homenagem à Santíssima Trindade.



CHAMA DE AMOR DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

Diário Espiritual de Elizabeth  Kindelmann
(1961-1985)

MINHAS LUTAS ESPIRITUAIS



Na Hungria, Elizabeth Kindelmann, mãe de 6 filhos, a Santíssima Virgem manifestou o desejo de ser conhecida no mundo com a Chama de Amor do seu Coração Imaculado.

O País  de regime comunista tivera muita dificuldade em passar a mensagem, porém por se tratar de uma Obra de Deus, apesar de todas as dificuldades, este pedido não só se espalhou pela Hungria, como para outros países. Atualmente esta organizada em 40 países como Movimento da Chama de Amor do Imaculado Coração de Maria.

No Brasil a devoção iniciou nos anos de 1978 com dois focos Rio Grande do Sul e São Paulo e assim vinha sendo divulgado. No ano de 1999 foi adquirido na cidade de Jacareí - Bairro Campo Grande uma área onde foi construída para retiros e romeiros vindos de outras cidades e Estados.

O Santuário foi oficializado em 02.02.2000. Neste momento da simples devoção, estamos organizados a exemplo dos outros países o Movimento da Chama de Amor do Imaculado Coração de Maria.

O dia consagrado a Chama de Amor do Imaculado Coração  de Maria é dia 12 de cada mês. Neste dia há adoração ao Santíssimo Sacramento, terço da Chama de Amor e celebração da Missa.

No mundo inteiro as orações neste dia são da mesma forma. Entre você também nesta história a qual Nossa Senhora pede que troquemos a Chama do ódio pela Chama de Amor do Imaculado do seu Coração. 

RESUMO

Para maior claridade, vamos compendiar aqui as promessas de graça e as petições da Imaculada Virgem Maria dirigida a todos os homens do mundo: ao Santo Padre, aos sacerdotes e aos seculares. A Virgem Santíssima, no lapso que vai desde 1961 até 1981, pede e suplica sem cessar. Roga suave, mas decididamente. No dia 12 de maio de 1974: 

S.V.: “Vocês me pedem? Eu sou quem lhes pede! Choram? Eu soluço!” O dom de graça que nos oferece a Santíssima Virgem Maria:

1. “Um novo instrumento gostaria de colocar nas suas mãos: é a Chama de Amor do meu Coração. Com essa Chama cheia de graças, que do meu Coração lhes dou, acendam todos os corações, passando-a de coração em coração. O seu fulgor cegará Satanás. Esse é o fogo de amor da união que alcancei do Pai Celestial pelos méritos das Chagas do meu Filho Santíssimo.” (13 de abril de 1962.)  “Vamos apagar o fogo com fogo: o fogo do ódio com o fogo do amor!” (6 de dezembro de 1964.)

2. “A minha Chama de Amor tornou-se tão incandescente, que não só a sua luz, mas também o seu calor quero derramar sobre vocês com toda a sua força. A minha Chama de Amor é tão grande que não posso retê-la por muito mais tempo dentro de mim. Com força explosiva ela salta para vocês. O meu amor se derrama. E irá destruir o ódio satânico que contamina o mundo, a fim de que o maior número de almas se livrem da condenação.” (19 de outubro de 1962.)

3. “Quero que assim como conhecem o meu Nome no mundo, conheçam também a Chama de Amor do meu Coração, que faz milagres no fundo dos corações.” (29 de setembro de 1962.)

4. “Estendo o efeito de graça da Chama de Amor do meu Coração sobre todos os povos e nações. Não só sobre os que vivem na Santa Mãe Igreja, mas sobre todas as almas que foram marcadas com a Bendita Cruz do meu Santo Filho. E também sobre os não batizados!” (16 de setembro de 1963.)

AS GRAÇAS QUE A VIRGEM SANTÍSSIMA NOS PROMETE

A Virgem Santíssima nos motiva a reparar o seu Divino Filho tantas vezes ofendido, a venerar as suas Santas Chagas, a submergir freqüentemente na sua Dolorosa Paixão e também à veneração e adoração do Santíssimo Sacramento.

1. “Estes dois dias, a quinta e a sexta-feira, devem considerá-los, minha filhinha, como grandes dias de graças. Aqueles que nesses dias oferecerem reparação ao meu Santo Filho receberão uma grande graça. Durante as horas de reparação, o poder de Satanás se debilitará na medida em que os reparadores suplicarem pelos pecadores.” (29 de setembro de 1962.) 

2. “Quando alguém fizer adoração reparadora ao Santíssimo ou fizer visita à Santíssima Eucaristia, enquanto isso durar na sua paróquia, Satanás perderá o seu domínio sobre as almas. E cego, deixará de reinar sobre elas.” (6 e 7 de novembro de 1962.)

3.- “Se assistirem à Santa Missa quando não for obrigação e se estiverem na graça de Deus, derramarei a Chama de Amor do meu Coração e cegarei Satanás durante esse tempo. As minhas graças fluirão abundantemente às almas por quem a oferecerem. A participação na Santa Missa é o que mais ajuda a cegar Satanás.” (22 de novembro de 1962.)

O QUE NOS PEDE O SENHOR JESUS E MARIA

Conversão, renovação espiritual, empenho para alcançar a santidade de vida, o zelo pela salvação das almas.

1. “Venerem publicamente as Cinco Santas Chagas do meu Divino Filho. Que isso não seja uma devoção particular, mas uma veneração pública.”

No que se refere à veneração das Cinco Chagas, as Palavras do Senhor Jesus coincidem com as da Virgem Maria: “Em honra das minhas Cinco Santas Chagas façam o sinal-da-cruz cinco vezes seguidas, enquanto se encomendam junto com as minhas Santas Chagas à misericórdia do Pai Celestial.”

A maneira habitual de fazer o sinal-da-cruz cinco vezes:

Enquanto nos benzemos, “Em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém” beijamos na cruz, ou pelo menos espiritualmente, cada uma das Santas Chagas de Jesus, enquanto dizemos esta jaculatória:

“Meu Jesus, pelos méritos das tuas Santas Chagas, perdoa-nos e com padece-te de nós! Pai Eterno, eu te ofereço as Santas Chagas do nosso Senhor Jesus Cristo para que cures as Chagas de nossas almas!”

2. A Chama de Amor da Mãe Santíssima e as famílias:

Segundo a intenção da Virgem Santíssima, a renovação espiritual deve partir das famílias: “Com a minha Chama de Amor quero reavivar outra vez o amor nos lares. Quero manter unidas as famílias em perigo de se dispersar.” (8 de agosto de 1962.)

Para isso peça:

A) Reparação:

S.V.: “Eu te peço, minha filhinha, que às quintas e sextas-feiras ofereças ao meu Filho Santíssimo uma reparação muito especial. Faz essa reparação em família. Nessa hora em que passarão no seu lar fazendo reparação, comecem com uma leitura espiritual e continuem com a reza do Santo Rosário, ou outras orações, num ambiente pleno de recolhimento e de fervor. Façam isso com pelo menos dois ou três membros da família. Porque onde dois ou três se reúnem, ali está o meu Filho Santíssimo. Ao começar, façam o sinal-da-cruz cinco vezes. E enquanto o fazem, ofereçam-se por meio das Chagas do meu Santo Filho ao Eterno Pai. Façam o mesmo ao terminar. Façam o sinal-da-cruz dessa maneira também ao se levantarem, ao se deitarem e ainda durante o dia. Porque isso lhes aproximará, por meio do meu Filho Santíssimo, do Eterno Pai. E então os seus corações se encherão de graça.” (13 de abril de 1962.)

B) Mensagem do Senhor Jesus aos pais de família:

J.C.: “Faz chegar o meu pedido ao Santo Padre, porque por meio dele desejo repartir a minha benção portadora de grandes graças. Aos pais que nessa grande obra da criação colaboram Comigo e aceitam a minha Santa Vontade, dêem-lhes em cada ocasião uma benção especial. Essa benção é única e só se pode dar aos pais de família. E ao nascer cada filho, derramarei graças extraordinárias sobre essas famílias.” (Primeiro de março de 1964.)

3. Petição da Virgem Santíssima ao Santo Padre:

S.V.: “Não desejo uma festa especial, mas rogo ao Santo Padre que tenham vocês a festa da Chama de Amor do meu Coração no dia 2 de fevereiro, festa da Candelária.” (Primeiro de agosto de 1962.)

4. Petição do Senhor aos seus sacerdotes e às almas a Ele consagradas:

J.C.: “Convertam-se a Mim e sacrifiquem-se no sagrado altar do recolhimento e do martírio interior! Queiram vocês levar em conta que é essa a minha vontade. Esse martírio interior Satanás não pode impedir. Essa luta no fundo das almas traz abundantes frutos, como um martírio sofrido por Mim. Com os seus desejos, abracem a Terra!

Com os seus sacrifícios incandescentes pelo puro amor, queimem o pecado! Não creiam que isso seja impossível. Apenas confiem em Mim!” (7 de agosto de 1962.)

“Onde Eu os pôr, ali devem ficar parados, firmes e plenos de espírito de sacrifícios. Tomem já sobre si a Cruz que Eu também abracei e crucifiquem-se já a si mesmos como Eu o fiz, porque, de outra maneira, não terão a vida eterna!” (4 de outubro de 1962.)

O que pede o Senhor Jesus aos seus queridos sacerdotes?

Que dêem bom exemplo (22 de dezembro de 1963); que sigam as inspirações do Senhor e façam as almas verem a importância dessas inspirações (Primeiro de janeiro de 1964); que agitem as almas lânguidas e suscitem nelas a valentia (17 de abril de 1962); que aproveitem bem o tempo (19 de outubro de 1964); que se deixem guiar pela Graça Divina a uma vida sacrificada e apostólica (23 de novembro de 1962); que façam adorações fervorosas e levem os fiéis a isso também (25 de julho de 1983).

“Peça aos meus filhos que enviem as almas à minha Mãe e que não pronunciem nenhuma homilia sem exortar os fiéis a ter uma profunda devoção por Ela.” (17 de abril de 1962.)

“Quando estive suspenso na cruz, exclamei com voz forte: ‘Tenho sede!’ É isso o que grito hoje também a vocês, especialmente às almas a Mim consagradas.” (18 de agosto de 1964.)

5. A Chama de Amor da Santíssima Virgem e os pecadores:

Nessas mensagens, a Santa Causa da salvação das almas ocupa um lugar central. Porque a essência e o objetivo do efeito de graça da Chama de Amor é a salvação das almas, o seu regresso a Deus e a sua renovação. 

O Senhor Jesus: 

“Somente tenhamos um só pensamento: a salvação das almas.” (17 de maio de 1963.) 

“Oh, como anseio os pecadores!” (15 de agosto de 1964.) 

“Nenhuma alma que Eu confie aos cuidados dos meus sacerdotes deveria se condenar!”, etc. (6 de agosto de 1962.) 

Por isso nos intima: 

“Queiram vocês todos tomar parte na minha Obra Salvadora.” 

E assinala também o “instrumento” celestial:

“As almas criadas à imagem e semelhança do meu Pai Celestial que caem entre as garras de Satanás o inferno devora. A dor da minha alma pode ser acalmada pela Chama de Amor da minha Mãe.” (26 de julho de 1963.)

De maneira semelhante, a Santíssima Virgem:

S.V.: “Não quero que nem uma alma se condene. Não queiram isso vocês também junto Comigo. Para isso coloquei nas suas mãos um raio de luz, que é a Chama de Amor do meu Coração.” (15 de janeiro de 1964.)

Mas depende de nós também:

“Satanás está varrendo vertiginosamente as almas. Por que não se esforçam vocês com todas as suas forças em impedi-lo?” (14 de maio de 1962).

Logo:

“Vocês têm que se empenhar em cegar Satanás. As forças unidas do mundo inteiro são necessárias para cegá-lo. Não demorem, porque um dia terão que responder por esse trabalho santo que lhes foi confiado e por todas as almas. Porque Satanás ficará cego na medida em que vocês trabalharem contra ele.” (27 de novembro de 1963.)

Os meios para salvar as almas:

“Sacrifico e oração! Eis o instrumento de vocês!” (22 e 23 de julho de 1963.)

Toda espécie de sacrifícios: suportar com paciência os sofrimentos corporais e espirituais, unindo-os com a Paixão de Jesus (24 de maio de 1963). E além do jejum, passar parte da noite em vigília, etc. Cada qual, de acordo com as suas possibilidades, pode ser praticado em qualquer momento e lugar. Até com o oferecimento do trabalho que vamos realizar durante o dia podemos salvar almas (30 de novembro de 1962). A dor dos nossos pecados também fecunda as almas (15 de agosto de 1964). Até o desejo da salvação das almas contribui para cegar Satanás (30 de novembro de 1962), porque o querer da alma já é amor (15 de setembro de 1962).

A Virgem Santíssima: 

“Quanto mais numerosas forem as almas sacrificadas e as que velam em oração, tanto maior será a força da minha Chama de Amor na Terra. Porque a força do sacrifício e da oração quebra a chama do ódio infernal.” (6 de dezembro de 1964.) “Eu apoiarei o seu 

                              



Comments