Nossa Senhora do Rocio


 Compartilhe.



  


   

NOSSA SENHORA DO ROCIO

Celebração: Dia 15 de Novembro



“Virgem Senhora do Rocio, Santa Mãe querida, abençoa-nos, protege-nos, e leva-nos ao encontro eterno com teu filho Jesus.”

No livro dos Juízes (Jz 6,36-40), encontramos Gedeão pedindo o sinal que Deus lhe falava. Naquela noite, o orvalho ou Rocio caiu somente em cima do velo (velo ou tosão é a pele do carneiro com a lã) e a terra toda ficou seca. O Senhor desceu sobre a virgem, assim como o orvalho (Rocio) desceu sobre o velo de Gedeão.

No ofício da Imaculada Conceição, encontramos no hino do 1º coro da terça - hora, Maria SSma sendo chamada de velo de Gedeão, como referência bíblica. Sobre esta invocação o escritor espanhol Augusto Nicolas escreveu: “Maria é o branco Velo de Gedeão, que recebe o Rocio do céu, enquanto nenhuma parte da terra o desfruta, todavia. Orvalho ou Rocio, de que dizia o profeta: ‘Céus, façam chover o justo.’ ‘E do qual cantava o Rei Davi:’ descerá como o Rocio sobre a lã dos rebanhos...”

(Andaluzia – Espanha)

Rocio é uma aldeia situada ao oeste da província da Andaluzia, cerca de 15 km distante da antiga cidade de Almonte. 
Esta aldeia deve sua celebridade à milagrosa imagem de Nossa Senhora, que a tornou um lugar de peregrinações.

Sobre o aparecimento desta imagem, diz a tradição ter sido achada por um caçador no tronco de uma árvore, onde provavelmente tinha sido escondida pelos moradores de Almonte durante a dominação dos sarracenos.

A imagem, envolvida em um manto de linho, tinha no pedestal a inscrição “Nossa Senhora Redentora”.

O caçador resolveu levar a imagem para Almonte, pondo-se com ela a caminho. Sentindo-se cansado, porém, sentou-se para repousar um pouco e dormiu. Quando acordou, a imagem tinha desaparecido!...

Depois do primeiro instante de espanto e indecisão, decidiu voltar para o lugar onde a tinha encontrado e, lá estava a imagem outra vez no tronco da árvore!...

Assombrado com o ocorrido humilhou-se profundamente e, não tendo a coragem de carregá-la de novo, seguiu para Almonte, para comunicar o milagre.

A extraordinária notícia espalhou-se rapidamente por toda a Andaluzia.

As autoridades eclesiásticas e civis organizaram uma procissão com os habitantes de Almonte e dirigiram-se para o lugar em questão para agradecer o prodígio e ver a milagrosa imagem.

Ao ficar patente que Nossa Senhora desejava um santuário naquele lugar, construíram logo uma ermida, cujo altar era o tronco da árvore onde estava a imagem. Esta ficou logo sendo conhecida pelo título de Nossa Senhora de Rocinas, porque assim se chamava então a atual aldeia de Rocio, porém o nome primitivo também foi conservado.

Desenvolveu-se rapidamente o movimento de peregrinações a Nossa Senhora do Rocio, de modo que a primeira capela depois da ermida foi aumentando no decorrer do tempo, até se tornar uma bonita e artística igreja.

Mas a imagem mais linda de Nossa Senhora do Rocio, feita segundo a original, acha-se na igreja de Almonte, encomendada ao escultor Santiago Martinez pela Irmandade de Nossa Senhora do Rocio dessa cidade.

Os habitantes de Almonte creem com segurança que Nossa Senhora do Rocio os livrou da peste em 1637, de uma grande seca em 1730, de epidemias em 1738 e 1744, da invasão de Napoleão em 1810 e da fúria dos vermelhos em 1936.

EM PARANAGUÁ

Sabemos que os índios carijós, que eram de índole mansa, habitavam no território de Paranaguá muito antes dos homens brancos invadirem, eles já haviam sido evangelizados pelos jesuítas vindos de Cananéia.

Foi com a descoberta do ouro de lavagem que iniciou-se ali o povoado, que foi elevado à categoria de vila em 1648. No final desse mesmo século a vila Paranaguá já se tornara um importante centro.

Naquela ocasião vivia na baía de Paranaguá, um humilde pescador conhecido por pai Berê. Foi exatamente pelos anos de 1648 que pai Berê, ao lançar as redes para delas tirar o seu sustento, encontrou no meio das vegetações aquáticas, a bela imagem da virgem Maria.
Pai Berê, cheio de emoção, leva a pequena imagem para sua cabana, e lá instituiu terços em sua honra, os vizinhos e moradores da vila vinham em busca de graças e milagres.
O sítio onde morava pai Berê era conhecido por Rocio, pois todas as manhãs a terra e as vegetações amanheciam cobertas de orvalho (Rocio). Assim a virgem encontrada, passou a ser chamada de Nossa Senhora do Rocio.

É possível associar a vinda do Salvador, que foi concebido no seio castíssimo da virgem Maria, para encharcar o mundo com o orvalho (Rocio) de sua graça.

A primeira igreja foi edificada em 1813, o atual santuário foi construído em 1920.
Tendo em vista os incontáveis milagres e graças alcançadas pela mediação da virgem do Rocio, que em 1977, o então Papa Paulo VI declarou para a eternidade, Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paraná.

A imagem da virgem do Rocio é semelhante a virgem do Rosário, mede aproximadamente 38 cm e é coberta com um manto em tons rosados e azuis.

O santuário é dirigido e administrado pelos padres redentoristas.


Que a virgem do Rocio nos proteja e nos guarde, hoje e sempre.


Amém!

 












Comments