Nossa Senhora da Estrela


 

 
Facebook
Pascom

 Youtube
Paróquia
Blogger
Terço dos Homens
Google+
Paróquia 
FacebookTerço dos Homens 

   

Curta Nosso Site.




Nossa Senhora da Estrela
Comemoração: 08 de maio.


Uma peregrinação diferente

Dois monges beneditinos que moravam no convento de Monte Cassino, na Itália, resolveram fazer uma peregrinação até Jerusalém. Era o ano 1050. Eles saíram andando, ensinando e catequisando todas as pessoas que encontravam pelo caminho.

Um sono providencial

Nas suas andanças, já muito cansados, dormiram em uma praia. Estavam no litoral da Normandia, França, num lugar chamado Grand Champ. Um dormiu na praia e o outro dormiu em um pequeno barco que estava ali perto. A maré subiu e o barco foi arrastado para o mar sem que o monge percebesse, indo parar por milagre na costa da Inglaterra.

Um dos monges se torna bispo

Em Salisbury todos ficaram maravilhados, dizendo que era um milagre o monge ter atravessado o mar da França para a Inglaterra numa pequena canoa e não ter morrido. Logo o monge foi eleito Bispo e seu governo foi brilhante, pois era um homem de oração e sacrifícios em nome de Deus.

 

Um sonho muda uma vida

O outro monge, Padre Rogério, que ficou na praia, não entendeu nada do que poderia ter acontecido ao seu amigo que havia sumido, mas entregando tudo nas mãos de Deus, continuou sua viagem. Certa noite, quando foi dormir, teve um sonho que começou a mudar a sua vida.

No sonho, ele viu uma grande estrela cair do céu, queimando todos os arbustos e árvores, e ouviu uma voz que disse: "Nossa Senhora quer que se construa uma igreja neste lugar." Quando acordou, viu o lugar que vira em seu sonho e o mesmo estava todo queimado. Assim, entendeu que, realmente, deveria construir ali uma igreja em honra a Nossa Senhora. Ele sentiu no coração o desejo de dar a Maria o título de "Nossa Senhora da Estrela", por causa da estrela que vira em seu sonho.


Pequena Igreja

Por causa da pobreza dos moradores da região, o Padre Rogério construiu apenas um pequeno altar e uma pequeníssima capela, que seria a semente da grande Abadia de Nossa Senhora da Estrela de Monteburgo. Hoje, ela é imensa e abriga não só a Igreja como um convento bem grande.



Reencontro maravilhoso

O Rei Guilherme, que era Duque da Normandia e que vencera a Inglaterra, sabendo da história de Nossa Senhora da Estrela, mandou seu médico particular visitar a capelinha e saber como tudo aconteceu. Chegando lá, o médico descobriu que era irmão do monge Rogério! O irmão médico contou ao irmão monge sobre seu amigo que se tornara o Bispo de Salisbury. Os dois irmãos, emocionados, agradeceram a Nossa Senhora por ter proporcionado este reencontro.

A providência age através do rei

O Bispo de Salisbury, antigo amigo do monge Rogério, pediu para o Rei Guilherme ajudar seu irmão na fé, pois os dois foram abençoados por Nossa Senhora em sua peregrinação.

Grande abadia

O Rei Guilherme, de bom coração, doou ao Padre Rogério toda a região de Monteburgo, juntamente com os recursos para que fosse construída ali uma grande Igreja e uma Abadia que se tornou um grande seminário. A obra foi terminada pelo filho do Rei Guilherme, chamado Rei Henrique. Este, assumindo o trono, continuou a obra. A Abadia de Nossa Senhora da estrela foi, por muitos séculos, um centro de referência da Igreja para toda a região. 

Veneração Mundial 

A 23 de abril de 1951, celebrando-se o 800° aniversário da dedicação do Primeiro Santuário, presente o Irmão Superior Geral Athanase-Émile, o bispo de Coutances, Monsenhor Guyot, renovava o rito sagrado e consagrava o Novo Santuário à glória de Nossa Senhora.

A 7 de março de 1957, a Sagrada Congregação dos Ritos, tornou extensiva a faculdade de celebrar a festa de Nossa Senhora da Estrela em todas as capelas e oratórios dos Irmãos Lassalistas, e determinou que essa festa se celebrasse no segundo domingo depois da Páscoa, ou no sábado anterior, com a missa “Salve Sancta Parens”, e esta oração:

“Ó Deus que misericordiosamente nos concedestes a proteção da Bem-aventurada Virgem Maria da Estrela, concedei-nos, por esse belíssimo farol, sermos preservados dos perigos nesta vida, a fim de que possamos chegar ao porto da salvação eterna. Por Jesus Cristo nosso Senhor. Amém”. 

Coroação da Estátua 

No mês de maio de 1960, nono centenário da fundação da Abadia de Monteburgo, efetuou-se solenemente a Coroação Pontifícia de Nossa Senhora da Estrela, declarando-a “Rainha, Mãe e Padroeira Universal das Escolas Cristãs” coroação concedida por Decreto do Cabido de São Pedro, em Roma, aprovado por Sua Santidade João XXIII. Com a presença do Irmão Nicet-Joseph, Superior Geral dos lassalistas, a cerimônia foi realizada no dia 1° de maio de 1960, numa festa grandiosa, com a presença de mais de dez mil peregrinos, e centenas de religiosos e religiosas.

A Estátua de Nossa Senhora da Estrela

A atual estátua é a de número três. A primeira, tipo de Virgem Majestosa, de execução gótica do século XII, foi queimada pelos hunguenotes em 1562. “Era policroma, feita de carvalho, de bela pintura e feitio”, assevera o processo verbal do saque.

Não se sabe se a segunda que, no século XVI substituiu a primeira, era semelhante. É provável que tenha sido do estilo da época. Profanada em 1793, seus restos informes foram recolhidos, depositados e venerados na atual igreja paroquial de Monteburgo.

A estátua atual foi feita em 1893, em carvalho policrômico, nas Oficinas de Arte São Lucas, de Tournai, Bélgica. A Santíssima Virgem tem semelhanças com os tipos bizantinoalemães.

Os traços do rosto são melancólicos e rudes; o rosto alongado, com expressão grave, quase triste. O Menino Jesus, pelo contrário, tem cabeça redonda, traços cheios, sorriso brejeirinho, mas acolhedor (segundo a crítica, um verdadeiro pequeno normando).

A terceira imagem possui um só vestígio, uma muito remota parecença com a original: o pedestal se inspira na lenda. A bênção e entronização na capela provisória se deu a 25 de fevereiro de 1894. Transferida para o novo santuário, com muita solenidade em 18 de agosto de 1898, esta imagem foi coroada pontificalmente a 1º de maio de 1960. A coroa de ouro com que foi coroada Nossa Senhora da Estrela, o cetro de ouro e a coroa de ouro do Menino Jesus foram confeccionados no México, desenhados e lavrados por um famoso artífice mexicano, e seu custo foi pago mediante coleta nacional, pelos alunos dos Colégios dos Irmãos das Escolas Cristãs da República do México. Não se confundam a “imagem” e a estátua. A coroa encima a estátua.

O culto e a devoção a Nossa Senhora da Estrela foi-se estendendo por todo o mundo. Foram erigidas capelas em sua honra em vários países da Europa, nos Estados Unidos, nas Filipinas, no Congo Belga, na Nicarágua, no Equador e no México.

Os Irmãos Lassalistas do Brasil a invocam em suas obras e, a tem por orago numa Comunidade que abriga seus doentes e anciãos desde sua inauguração em l983: é a Casa de Saúde Nossa Senhora da Estrela, no Bairro São João, em Porto Alegre, RS. Ainda no Brasil Nossa Senhora da Estrela é venerada numa ermida, junto à Capela São João Batista de La Salle, em Itaipu, Niterói, RJ.

 

Oração a Nossa Senhora da estrela
Jean Guyot -  - Arcebispo de Toulouse, França

 

Ó Nossa Senhora da Estrela,

para vós se volta nosso olhar e nosso coração de filhos.

Vós sois a Estrela da Manhã que anuncia a chegada do dia;

Vós sois a Estrela da Tarde que brilha em nossa noite;

Vós sois a Estrela do Mar que nos guia para um porto feliz.

Como a Estrela, envia seu raio sobre a terra,

envie-nos vosso filho Jesus, Luz eterna do mundo.

Através da escuridão e das tempestades da vida,

nas horas de dúvida ou de tentação.

Na revolta ou na fraqueza, sede nossa Claridade e nossa Paz.

Sede nossa Esperança e nossa Pureza.

Sede nossa Doçura e nossa Força.

Ó Nossa Senhora da Estrela, que em vós descanse para sempre nosso olhar e nosso coração de filhos.

Rogai por nós. Amém."

    









Comments