Formação‎ > ‎

Como fazer uma boa confissão.


Como fazer uma boa confissão.


Quando formos nos confessar é importante dizer ao confessor há quanto tempo fizemos a última confissão e começar a confissão pelos pecados mais graves ou pecados mortais. Abaixo coloco  a oração do ATO DE CONTRIÇÃO bem simples, pois o sacerdote deve pedir que você reze, caso já tenha bastante tempo de sua ultima confissão é bom fazer uma lista para te ajudar, faça o seu exame de consciência com base nos 10 Mandamentos da Santa Igreja.


ATO DE CONTRIÇÃO

Meu Deus, eu me arrependo de todo coração de vos ter ofendido, pois sois tão bom e amável.
Prometo, com a vossa divina graça esforçar-me para ser bom e evitar todo pecado. Meu Jesus, misericórdia.


1º FAZER UM EXAME DE CONSCIENCIA, para recordar os pecados cometidos desde a última confissão, se for preciso anote em uma listinha

2º ARREPENDER-SE verdadeiramente dos nossos pecados, e ter o propósito de não voltar a cometê-los 

3º PROCURAR UM SACERDOTE que é o “embaixador” de Cristo, Ele está ali em nome de Jesus para perdoar nossos pecados e sendo assim não precisamos ficar com medo ou vergonha de confessar a ele nossos pecados.

4º CUMPRIR A PENITENCIA que o sacerdote nos der que serve para reparar o erro cometido.


OS DEZ MANDAMENTOS

Como saber se estou desobedecendo a Deus?Deus nos deixou algumas regras entregues à Moisés, sinais para seguirmos.  As regras, as leis existem para facilitar a nossa vida.  
Os dez mandamentos são as leis que Deus nos deixou para sabermos se estamos seguindo a Sua vontade e desta forma O estamos obedecendo.

1°) AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS (Ex 20,2-5)

"Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forcas" (Dt 6,5).

O primeiro mandamento convida o homem a crer em Deus, a esperar nele e a amá-lo acima de tudo.

Este mandamento, portanto, quer combater essa situação, convidando o homem a crer em Deus, a esperar Nele e a amá-lo acima de tudo.

2°) NÃO TOMAR SEU SANTO NOME EM VÃO (Ex 20,7)

"Senhor nosso Deus. quão poderoso é teu nome em toda a terra"( Sl 8.11).

O segundo mandamento prescreve respeitar o nome do Senhor. O nome do Senhor é santo.

O segundo mandamento proíbe todo uso impróprio do Nome de Deus. A blasfêmia consiste em usar o Nome de Deus, de Jesus Cristo, da Virgem Maria e dos santos de maneira injuriosa.

3°) GUARDAR DOMINGOS E FESTAS DE GUARDA (Ex 20,8-11)

"Guardarás o dia de sábado para santificá-lo"( Dt 5,12). "No sétimo dia se fará repouso absoluto cm honra do Senhor" (Ex 31,15).

O sábado, que representava o término da primeira criação, é substituído pelo domingo, que lembra a criação nova, inaugurada com a Ressurreição de Cristo. A Igreja celebra o dia da Ressurreição de Cristo no oitavo dia, que é corretamente chamado dia do Senhor, ou domingo.

"O domingo... deve ser guardado em toda a igreja como o dia de festa por excelência ".   No domingo e em outros dias de festa de preceito, os fiéis têm a obrigação de participar da missa e das celebrações litúrgicas.

4°) HONRAR PAI E MÃE (Ex 20,12)

"Honra teu pai e tua mãe"(Dt 5.I6; Mc 7,8).

"Filhos, obedecei a vossos pais, no Senhor, porque isso é justo. Este é o primeiro mandamento acompanhado de uma promessa: Honra teu pai e tua mãe, para que sejas feliz e tenhas longa vida sobre a terra" (Ef 6,1-3).

De acordo com o quarto mandamento, Deus quis que, depois dele, honrássemos nossos pais e os que ele, para nosso bem, investiu de autoridade. A comunidade conjugal está fundada na aliança e no consentimento dos esposos. O casamento e a família estão ordenados para o bem dos cônjuges, a procriação e a educação dos filhos.

Os filhos devem a seus pais respeito, gratidão, justa obediência e ajuda. O respeito filial favorece a harmonia de toda a vida familiar.

5°) NÃO MATAR (Ex 20,13)

"Deus tem em seu poder a alma de todo ser vivo e o espírito de todo homem carnal" ( Jó 12,10).  Toda vida humana, desde o momento da concepção até a morte, é sagrada porque a pessoa humana foi criada por si mesma à imagem e á semelhança do Deus vivo e santo.

A vida humana é sagrada porque desde a sua origem ela encerra a ação criadora de Deus, e permanece para sempre numa relação especial com o Criador, seu único fim. Só Deus é o dono da vida, do começo ao fim; ninguém em nenhuma circunstância pode reivindicar para si o direito de destruir diretamente um ser humano inocente.

O suicídio é gravemente contrário à justiça, à esperança e à caridade. E proibido pelo quinto mandamento.    O escândalo constitui uma falta grave quando por ação ou por omissão leva deliberadamente o outro a pecar.

°) NÃO PECAR CONTRA A CASTIDADE (Ex 20,14)

"O amor é a vocação fundamental e originária do ser humano".

Ao criar o ser humano homem e mulher, Deus dá a dignidade pessoal de uma maneira igual a um e outro. Cada um, homem e mulher, deve chegar a reconhecer e aceitar sua identidade sexual.

Cristo é o modelo da castidade. Todo batizado é chamado a levar uma vida casta, cada um segundo seu estado de vida próprio.   A castidade significa a integração da sexualidade na pessoa. Inclui a aprendizagem do domínio pessoal.

Entre os pecados gravemente contrários a castidade é preciso citar a masturbação, a fornicação, a pornografia e as práticas homossexuais.

O adultério e o divórcio, a poligamia e a união livre são ofensas graves à dignidade do casamento.

7°) NÃO ROUBAR (Ex 20,15)

"Não roubarás"(Dt 5,19). "Nem os ladrões, nem os avarentos... nem os injuriosos herdarão o Reino de Deus"(1Cor 6,10).

O sétimo mandamento prescreve a prática da justiça e da caridade da administração dos bens terrenos e dos frutos do trabalho dos homens.  Os bens da criação são destinados a todo o gênero humano. O direito à propriedade privada não abole a destinação universal dos bens.

O sétimo mandamento proíbe o roubo. O roubo é a usurpação de um bem de outrem contra a vontade razoável do proprietário.  Toda a forma de apropriação e uso injusto dos bens de outrem é contrária ao sétimo mandamento. A injustiça cometida exige reparação. A justiça comutativa exige a restituição do bem roubado.

A esmola dada aos pobres é um testemunho de caridade fraterna e é também uma prática de justiça que agrada a Deus.   Na multidão de seres humanos sem pão, sem teto, sem terra, como não reconhecer Lázaro, mendigo faminto da parábola?    Como não ouvir Jesus que diz: "Foi a mim que o deixastes de fazer" (Mt 25,45)

8°) NÃO LEVANTAR FALSO TESTEMUNHO (Ex 20,16)

"Não levantarás falso testemunho contra teu próximo"( Ex 20,16).

Os discípulos de Cristo "revestiram-se do homem novo, criado segundo Deus na justiça e santidade da verdade" (Ef 4, 24).

A verdade ou veracidade é a virtude que consiste em mostra-se verdadeiro no agir e no falar, fugindo da duplicidade, da simulação e da hipocrisia.   O cristão não deve "se envergonhar de dar testemunho de Nosso Senhor" (2Tm 1,8) em atos e palavras. O martírio é o supremo testemunho prestado à verdade da fé.

Este mandamento proíbe falsear a verdade nas relações com os outros. Essa proibição moral decorre da vocação do povo santo a ser testemunha de seu Deus, que é e quer a verdade.

9°) NÃO DESEJAR A MULHER DO PRÓXIMO (Ex 20,17)

"Todo aquele que olha para uma mulher com desejo libidinoso já cometeu adultério com ela em seu coração" ( Mt 5,28).

O nono mandamento adverte contra a cobiça ou concupiscência carnal.   A luta contra a cobiça carnal passa pela purificação do coração e a prática da temperança.

A pureza do coração exige o pudor que é paciência, modéstia e discrição. O pudor preserva a intimidade da pessoa.

10°) NÃO COBIÇAR AS COISAS ALHEIAS (Ex 20,17)

"Onde está teu tesouro, aí estará teu coração"( Mt 6,21).

O décimo mandamento proíbe a ambição desregrada, nascida da paixão imoderada das riquezas e de seu poder.

A inveja é a tristeza sentida diante do bem de outrem e o desejo imoderado de dele se apropriar é um vício capital. O batizado combate a inveja pela benevolência, a humildade e abandono nas mãos da Providencia divina.

O desapego das riquezas é necessário para entrar no Reino dos Céus. "Bem-aventurados os pobres de coração ".

Eis o verdadeiro desejo do homem: "Quero ver a Deus". A sede de Deus é saciada pela água da Vida Eterna.

 
 
 

Comments