Reflexão‎ > ‎

Testemunhos




Nunca diga que um problema é muito grande, pois, Deus é maior!
Maria Alves e Francisco E. D. dos Santos

Por: Família Missionária

 

Fui criada na religião católica. Desde pequena ia à Missa das crianças, até a catequese. Depois, continuei indo à Missa, mas na época eu não tinha muito interesse em me aprofundar no conhecimento de Deus. Em 1994, ao deixar o Ceará e vir para São Paulo, me afastei da Igreja.

Em 1995 conheci Francisco, e começamos a namorar. Ele também era um católico que não ia mais à Missa. No ano 2000 fiquei grávida e tive meu primeiro filho. Fomos morar juntos, mas eu não quis casar, apesar dele querer e nossas famílias católicas também.  Passamos por muitas fases difíceis. Francisco gostava muito de ir aos bares depois do trabalho, e isso provocava muitas discussões entre nós. 

Em 2004 tive meu segundo filho e parei de trabalhar. Em 2005 meu marido voltou a ir à Missa aos domingos, esporadicamente, na igreja Santo Expedito (Centro de SP): ele, mesmo afastado da  Igreja, ainda tinha muita fé. Eu, nem tanto; estava com uma profunda depressão, em tratamento médico e  tomando remédios. Passava por muitas tribulações em meu casamento.

Em abril de 2007, aos 60 anos. meu querido pai faleceu. Foi muito difícil de aceitar entender; e aí fiquei ainda mais deprimida. Mas foi também a partir desse momento que voltei a ir à Missa. Em agosto de 2007 encontrei o grupo de oração “Profetas do Altíssimo”, e foi uma experiência muito marcante em minha vida: a partir daí comecei a participar todos os domingos da Santa Missa, sem faltar. Logo depois meu marido também começou a participar com frequência, trazendo nossos filhos. E então, as bênçãos e graças do Pai, do Filho e do Espírito Santo entraram em nossas vidas de forma maravilhosa. 
Batizei meus filhos em dezembro de 2008; casei-me civilmente em setembro de 2009, e em 27 de novembro de 2009 me casei na Igreja! Hoje temos a certeza de que devemos dizer sempre “eu te amo” e “obrigado” a Deus, por não ter nos abandonado.
Hoje sabemos que Deus jamais nos abandona: nós é que nos fechamos para Ele. Deus não entra sem que digamos: "Pode entrar, Jesus, e reina em nossa vida, em nossa casa, nossa família, nosso casamento... Esteja sempre em nosso meio". Nunca diga que um problema é muito grande, pois Deus é maior, e te ama. Volte para Ele o mais rápido possível! Ele liberta, e tem planos lindos para a sua vida!

Maria Alves e Francisco E. D. dos Santos - São Paulo-Brasil






















Bookmark and Share

Comments